× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: guedi

Baixar

Diana e Gustavo

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Diana e Gustavo

Sobre os noivos

Só sei que foi assim! <3

Numa reunião de condomínio essa semana, daquelas superbacanas e envolventes, olhei pro Gu e perguntei baixinho: "você imaginava, aquele dia no Astor (bar do nosso primeiro encontro), que acabaríamos aqui?". Rimos nem tão baixinho assim e foi tão bom. Acho que a felicidade de que falam no casamento está nessas pequenas coisas, gostosas e que só podem ser compartilhadas por vocês dois. E o Gu parece que já sabia, sim, que esse seria o nosso caminho (preferimos acreditar que ele não pedia todas em casamento no primeiro momento até que um dia desse certo e aí teria uma história legal).

Tudo começou com uma festa de casamento, dos, é claro, hoje padrinhos Laura e Panters. Eu, como de costume, equilibrava um copo na cabeça, enquanto dançava cheia de gingado, e o copo caiu e me molhou de whisky. Ele, que observava minha habilidade junto com seu primo Birinho diretamente da pick-up do DJ Paçoca, viu que era a oportunidade perfeita para estabelecer contato com "aquela ruivinha gata" que ele tava paquerando de longe. Com toda a gentileza que quem conhece o Gustavo sabe que ele tem, chegou em mim e perguntou se eu precisava de alguma coisa. Eu, que havia perdido minha bebida disse que sim: de um whisky novo. Ele riu, buscou um copo pra mim, e então começamos a conversar.

 

Deu certo!

Claro que não lembro de tudo da conversa, já que era quase fim de uma festa MUITO boa, e quando chegou um "Di, tava pensando, quero ser seu vice" no meu whatsapp, eu não entendi nada. Diz que eu queria ser governadora de São Paulo naquela época e ele tinha decidido ser meu parceiro de chapa. Perguntei sobre isso e muitas outras coisas que, segundo ele, já havíamos conversado na festa e foi então que ele disse que só repetiria tudo se eu topasse tomar uma cerveja com ele naquela semana. Na sexta-feira peguei um ônibus pra São Paulo e o esperei me buscar na casa de uma amiga de infância que morava lá (Luti, também madrinha, que um ano depois foi uma das primeiras a dizer "ai, migs...casa com ele"). Ele chegou e nosso encontro foi tão, mas tão bom, que se estendeu até domingo e, de novo, no fim de semana seguinte, e de novo, e de novo... Não nos degrudamos mais! heart

A distância nos fazia pensar em como faríamos pra ficar, de fato, juntos um dia. Mas o "como", na verdade, pouco importava. Só tínhamos a certeza de que era aquilo que a gente queria pra sempre. Na balancinha da vida a companhia do outro sempre valia muito mais que qualquer outra coisa. Até que em dezembro de 2016 viemos morar juntos em Jundiaí! Nosso relacionamento só melhorou de lá pra cá e não imaginamos a vida separados mais.

Vai dizer que isso não é um bom motivo pra uma festa linda com todas as pessoas mais queridas pra gente?!

 

Obrigada por fazer parte da celebração desse encontro!

 

Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes